20 dicas para praticar o Mindful Eating no dia a dia Publicado 06/09/2020
20 dicas para praticar o Mindful Eating no dia a dia

Por Mariela Silveira*

 

Mindful Eating é a prática de se colocar atenção plena durante a alimentação. E por que ultimamente tem sido tão falada? Porque quando comemos com atenção, além de nos relacionarmos melhor com o alimento e com o nosso corpo, sentimos mais plenamente o momento em que estamos vivendo. E estar “presente” na vida, é viver de verdade. 

Entretanto, a vida agitada convida a mente a estar em estado de vigília para o ambiente e para a imensidão de pensamentos relacionados com o passado e com o futuro. Comer fazendo reuniões, assistindo à TV ou usando outras telas são hábitos que dificultam o Mindful Eating. 

É possível aplicar essa técnica, inclusive, com crianças. Em geral, a partir de 7 anos, as diferentes práticas de meditação, entre elas – o Mindful Eating -  podem ser aplicadas mais profundamente. Mas antes disso, o ritual de comer com atenção, em ambiente familiar e tranquilo e com reconhecimento das percepções físicas como fome, saciedade, sabor e textura dos alimentos já podem ser praticados. Fazer a refeição de uma maneira consciente, desde a infância, favorece uma relação mais saudável com o alimento e com o corpo para o resto da vida. 

Quando falamos de se alimentar, falamos de muitas coisas. De comida, sem dúvida, mas também de comportamentos e de emoções. Quando as emoções não são compreendidas, pensamentos disfuncionais e comportamentos automáticos podem entrar em jogo. Quando se reconhece o que está sendo sentido, se aceitam as emoções, a mente se acalma e podemos colocar atenção verdadeiramente na percepção do corpo e do alimento com o qual entraremos em contato. Assim, o alimento passa a cumprir seu papel genuíno, de nutrir e trazer prazer, mas não de “afogar” emoções. Podemos dizer que todos nós temos grande capacidade de perceber aquilo de que necessitamos ou que nosso corpo aceita perfeitamente assim como aquilo que também comemos e não nos faz bem. 

Por isso, Mindful Eating e questões como controle de peso acabam se relacionando. Quando se pratica o Mindful Eating, se ingere o que de fato o corpo está precisando. Normalmente, se mastiga mais, se come mais devagar. Isto ajuda a regular os hormônios relacionados à saciedade como Pyy e Grelina. Ou seja, a pessoa acaba elegendo o que é melhor para ela e também comendo menos por estar mais satisfeita. Isto faz com que, naturalmente, se consiga um peso corporal mais saudável. 

Comer prestando a atenção no que se está fazendo é uma maneira que nosso cérebro entende de que há respeito a autopercepção física. É uma forma de se praticar a auto gentileza. 

 

Veja 20 dicas para praticar:

 

  1. Sente-se à mesa, confortavelmente. 
  2. Deixe os alimentos que pretende comer à sua frente. 
  3. Feche os olhos. 
  4. Respire profundamente, inspirando e expirando por 5 vezes. 
  5. Observe como estão suas emoções. O que você está sentindo?
  6. Respire profundo novamente. 
  7. Procure aceitar com gentileza suas emoções e seu corpo, sem se criticar. 
  8. Busque uma emoção mais confiante neste momento. 
  9. Perceba como está sua fome, seu corpo. Se for hora de comer e se estiver com fome, abra os olhos. 
  10. Se o pensamento desviar, trago novamente sua atenção para seu corpo e para a comida. 
  11. Depois de observá-la por alguns segundos, sinta seu cheiro. 
  12. Coloque-a na boca, vagarosamente. 
  13. Procure perceber o sabor, a temperatura, a umidade, a textura, o que este alimento provoca em você. 
  14. Deixe os talheres descansando enquanto faz isto. 
  15. Perceberá que só se dará conta dos detalhes se o alimento for bem mastigado. 
  16. Veja o que sente quando está comendo. Como está ficando sensação de fome e de saciedade. 
  17. Repita este processo durante toda a refeição. 
  18. Sempre preste a atenção para o alimento e para como seu corpo está ficando. 
  19. Observe sempre como está sua respiração. 
  20. Ao final do processo, perceba gratidão a si mesmo por ter se permitido a esta prática. 

 

Oportunize que isto aconteça! Saiba que todos podem conseguir, por mais ansiosa que seja sua mente. A natureza da mente é calma, basta permitir que isto venha à tona. Mesmo que esteja só, procure arrumar uma mesa de maneira que se veja beleza, sente-se à mesa. Aliás, nas primeiras vezes, é interessante estar sozinho para praticar mais à vontade. Também procure não tomar líquidos durante o processo. Se preferir, ao invés da refeição principal, poderá começar a prática com uma xícara de chá, por exemplo. Antes de comer, feche os olhos e comece a prática. Você tem a chance de ter a convidada mais ilustre: sua presença!

 

* Mariela Silveira é médica nutróloga e terapeuta cognitiva, diretora médica do Kurotel e fundadora da ONG Mente Viva e escreve hoje no Blog Paixão pelo Chá a convite da Tea Shop.