Tudo o que você precisa saber sobre a Cultura do Chá no Japão

Publicado 01/06/2022
Tudo o que você precisa saber sobre a Cultura do Chá no Japão

Você sabia que o Japão transformou a cultura de beber chá em arte? 

 

O momento é considerado uma das três artes clássicas do refinamento japonês, junto com a apreciação de incenso (kodo) e os arranjos de flores (kado). Vem saber mais sobre esta preciosa e milenar cultura!

 

 

A origem

 

No século XII, a cultura do chá chegou ao Japão profundamente conectada com a cultura da meditação budista. Isso aconteceu porque monges japoneses que estavam em viagem pela China, trouxeram as primeiras mesclas de chá para o país. 

 

Inicialmente, o chá era entendido apenas por suas propriedades medicinais, conhecidas por ajudarem os monges a se concentrarem e afastarem todo o estresse de suas mentes. 

 

Ao longo dos anos, o Japão se tornou um dos principais produtores e consumidores de chá do mundo, além de terem desenvolvido a famosa cerimônia do chá - que inspira muitos países. 

 

 

A especial cerimônia do chá

 

A cerimônia do chá, que em japonês é chamada chanoyu (茶 の 湯) ou sado (茶道), é parte essencial da cultura oriental, onde o Matcha (chá verde em pó) é preparado e servido com o propósito de ajudar na harmonia espiritual com a natureza e com a vida, auxiliando a compreender as dificuldades por meio do respeito e da paz interior. 

 

 

>>> Saiba mais sobre o Matcha 

 

Mesmo que o objetivo seja o mesmo, há muitas maneiras de realizar a cerimônia do chá. Os métodos variam entre cerimônias mais tradicionais ou mais modernizadas, de acordo com os convidados, ocasiões e estação do ano. Apesar disso, existem algumas fases essenciais que caracterizam a cerimônia. 

 

 

Confira as fases da cerimônia do chá japonês:

 

As cerimônias mais formais podem durar cerca de quatro horas, onde o Matcha é o protagonista e os chás mais leves encerram a celebração:

 

  • Kaiseki: 

Os participantes são recebidos e desfrutam a primeira refeição da celebração, que deve ser leve e rápida.

 

  • Naka-dachi: 

O anfitrião sugere aos convidados uma ida ao jardim, fazendo uma pausa para reflexão. 

 

  • Goza-iri: 

Esta é a principal fase da cerimônia, onde um gongo de metal é tocado cerca de sete vezes para dar início ao evento. 

 

O anfitrião prepara o matcha da forma tradicional e chama todos os convidados a desfrutarem da bebida, que é servida em única tigela e compartilhada entre todos os participantes.

 

  • Usucha: 

Encerrando a cerimônia serve-se uma tigela individual preparada com duas colheres para cada convidado, e é muito importante que cada convidado beba toda a sua porção.

 

 

>>> Aprenda a preparar o Matcha da maneira tradicional

 

 

Cultivo e preparo dos chás japoneses

 

Além do Matcha, os chás verdes também são parte essencial da cultura oriental e do cotidiano das pessoas. Com preparo mais simples, está presente no café da manhã e na pausa da tarde da maioria dos lares japoneses, além de ser oferecido como uma forte demonstração de hospitalidade para as visitas. 

 

E é justamente por ser uma tradição milenar enraizada na cultura e no dia a dia do povo japonês, que o país do sol nascente oferece variedades com sabores únicos, cultivados e produzidos com uma qualidade incomparável e com características que o diferenciam de outras regiões.

 

Na China, por exemplo, as folhas da Camellia sinensis são escaldadas e tostadas em frigideiras de ferro, método que proporciona um sabor suave e levemente tostado para as mesclas. 

 

Já no Japão, o processo de produção acontece a partir da vaporização das folhas da planta, o que confere à bebida sabores um pouco mais amargos, uma cor mais intensa e propriedades mais estimulantes. 

 

 

>>> Saiba mais sobre os benefícios do Chá Verde

 

 

Curiosidades sobre o chá japonês

 

  • A produção de chá verde se concentra em apenas 20 regiões da metade sul do Japão, capazes de atender às condições climáticas específicas necessárias para o cultivo da Camellia Sinensis

 

  • Os chás verdes japoneses são mais intensos e adstringentes, onde as notas vegetais e o cítrico do limão predominam em sua experiência sensorial.

 

  • A cultura do chá influencia tanto a vida do povo japonês, que até sua arquitetura foi inspirada na arte de apreciar chás.  O jardim do chá, conhecido como Cha-niwa, é um espaço com árvores e plantas para desfrutar uma hora do chá enquanto passa um momento sozinho, encontrando sua paz interior.

 

  • Em restaurantes e lancherias, o chá verde é oferecido de forma gratuita para o cliente, que pode se servir à vontade. Além disso, muitas pessoas bebem o chá para refrescar o hálito, uma vez que oferece propriedades e sabores adstringentes.

 

  • É muito comum passear pelos parques japoneses e avistar pessoas bebendo chá verde ao ar livre, em piqueniques ou durante os intervalos de trabalho. 

 

 

Aqui na Tea Shop, maior e mais especializada rede de chás gourmet do Brasil, desenvolvemos uma linha exclusiva inspirada nos acessórios do ritual japonês

 

 

Confira aqui a linha japonesa de acessórios para Chá

 

 

Gostou de saber mais sobre a cultura japonesa de beber chá?

Assine nossa newsletter e receba dicas, novidades e promoções em primeira mão.